Assinatura RSS

Quando conheci Ellen Oléria

Publicado em

Hoje, 20 de novembro, é o Dia da Consciência Negra. O dia foi escolhido por ser o da morte de um dos maiores símbolos da resistência negra, Zumbi dos Palmares.

Tem muita coisa para ser dita sobre a história da população negra, sobre o racismo ainda tão presente (embora muita gente tente nos convencer do contrário, o racismo é bem forte hoje em dia e não é nada difícil de ver), sobre desigualdade social (que tem uma relação direta com racismo também), sobre a violência que pessoas sofrem por serem negras, sobre mulheres negras, sobre as conquistas dxs negrxs, histórias de vida que podem servir de lição…

Escolhi falar de mulheres negras. E de música. E de música feita por mulheres negras. Mas não vou me aprofundar, quero apenas contar sobre minha noite de ontem e compartilhar aqui, fazendo uma singela homenagem a todas as mulheres negras, as maiores vítimas do racismo e do machismo.

Ontem rolou aqui do lado da minha casa, no Memorial da América Latina, em São Paulo, o V Encontro de Hip Hop Paulista. Queria ter acompanhado algumas atividades, mas não podia e decidi ir só no show de encerramento para ver Racionais. Confesso que não sabia exatamente a programação toda e fui com o objetivo de ver só eles mesmo, que gosto desde a minha adolescência e nunca tinha visto ao vivo.

Quase desisti de ir, estava muito frio, tinha começado a garoar e a preguiça bateu forte. Mas achei que seria feio demais perder uma oportunidade dessas. Fomos – eu e meu marido – e quando chegamos tivemos uma bela surpresa. Estava rolando um outro show, com duas mulheres no palco, com duas vozes lindas e timbres bem diferentes.

O som não estava muito bom e eu não entendia tudo o que elas cantavam, mas o que consegui acompanhar me deixou encantada. E a voz de cada uma era realmente muito bonita. Era um rap (na verdade não era só rap, era uma mistura que não sei especificar) que falava de causas negras e de causas de mulheres. Simplesmente lindo. A minha única pena foi não conhecer o trabalho delas antes. E pena não ter visto o show desde o começo. Se eu soubesse, certamente iria e recomendaria a mais gente.

Resolvi pesquisar um pouco sobre elas e queria compartilhar com vocês, e apresentar pra quem não conhece, o som de Ellen Oléria (essa música que ela estava tocando quando cheguei):

Clique aqui para ver a letra da música.

E aqui uma das músicas de Amanda Negra Sim – participação especial – que fez parte do repertório do show de ontem.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva proposta pelo Blogueiras Feministas.

Natalia Mendes

About these ads

Uma resposta »

  1. Pingback: Blogagem Coletiva: Dia da Consciência NegraBlogueiras Feministas | Blogueiras Feministas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: