Assinatura RSS

Que surjam mais clubes da luluzinhas

Publicado em

Por Angela Davis

Dia desses me perguntaram: Mas o que vocês tanto conversam nestes encontros só de mulheres? Isso me trouxe uma pulguinha atrás da orelha, raramente vejo garotas perguntando o que os garotos tanto conversam quando foi ao bar tomar uma breja com os amigos, porém já vi milhares de vezes homens e garotos querendo saber o que tanto mulheres conversam quando se reúnem sem eles, seja para um jantarzinho, seja para tomar uma brejinha ou só para tomar um café no meio da tarde.

Uma mesa de bar só de mulheres chama sempre atenção, principalmente quando começam a perceber que não falamos apenas de roupa, cabelo e maquiagem, que para além disso gostamos de debater passionalmente política, xingar o técnico dos nossos respectivos times, refletir sobre os filmes que já assistimos e comentar sobre os livros que temos lido. Talvez seja pelo fato de muitas vezes acharem que só estamos fofocando – o que convenhamos é também um bom assunto, mas não o único – ou então falarmos de forma tão desprendida sobre sexo, picas e bucetas.

A verdade é que toda vez que resolvemos fazer os nossos programas e dividir os assuntos que gostamos entre nós a homenzarada fica ligada, perguntando de hora em hora se falamos deles ou não e se falamos o que falamos. Aí eu fico pensando, por que é que eles podem sair e se por um acaso ousamos perguntar onde foram ou sobre o que falaram nos transformam nas loucas controladoras que não os deixam respirar, mas se não contamos de forma detalhada o que fizemos ao sair com as nossas amigas é por que estamos colocando chifres nas testas deles.

Então queridos, é o seguinte, nós gostamos também de sentar e conversar com o nosso clube da Luluzinha, assim como vocês se sentem confortáveis de falar de mulheres e futebol tomando uma cerveja no bar, nós também gostamos de sentar e conversar sobre livros, cinema, homens, futebol, política e o que der na telha. É ótimo ir pro bar, ou até mesmo marcar um jantarzinho na casa de alguma das amigas pra jogar conversa fora, não é tão diferente assim, ou é?

Essa de ficar buscando agulha em palheiro é velha, ficam encucados com grupinhos só de mulheres, aí encasquetam com aquelas que tomam cerveja ou curte um uíscão e não tem medo de ir conversar com eles nas rodas deles. Sabe o que isso significa para mim? Insegurança, medo, receio e o escambau. Por que mulheres assim que sentam, bebem, conversam e querem tempo para encontrar outras mulheres existem e não vão mudar e é muito mais interessante nos ver debatendo as coisas do que só servindo de enfeite, pois isso nós não queremos mais ser.

Anúncios

»

  1. Cara Colega,

    Confesso que adoro estes momentos luluzinhas, é onde a mulher compartilha muito de seus conhecimentos.
    Isso está nos acompanhando desde o momento em que éramos das cavernas, onde as femeas se reuniam para se banhar ao sol e cuidar da prole. Note também que as femeas dos animais fazem isso também. De certa forma é um modo de proteção e colaboração mútua.
    Indico um livro muito interessante que toda mulher devia ler, pois trata-se de uma bíblia sagrada para todas nós, a autora é Clarissa Pinkola Estes e o livro se chama As mulheres que correm com os lobos. Vale a pena ler.

    Forte abraço,

    Camila

    Responder
  2. Camila,
    Quem sabe vc não quer nos escrever contando um pouco sobre o livro e porque ele te encanta?
    O blog é colaborativo e boas ideias são sempre bem vindas!
    Beijo

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: