Assinatura RSS

Aquele abraço

Publicado em

Por Felícia

Moças, peço licença para me entregar à melancolia do fim de ano. Não vou falar de papai noel, de boas ações ou de voluntariado. Só queria falar sobre abraço.

Adoro ver dois bons amigos se abraçando com gosto. Acho a coisa mais comovente ver dois caras que se adoram se encontrarem e trocar aquele abraço sincero e carinhoso. Talvez porque os meninos explorem menos as delícias do abraço por mais uma daquelas bestas imposições sociais.

Enfim, queria deixar aqui minha veneração ao abraço. Abraço é tão subestimado. E pode ser tão completo.

Abraço de bom dia faz a diferença. Muda o humor e traz energia para o início da jornada.

Abraço de boa noite, de bom descanso. Relaxa os músculos e nos ajuda a desacelerar o cérebro, nos traz do virtual para o físico.

Abraço de quem vai embora, morar longe. É tão forte que dá medo de largar, é como se abrisse a porta da gaiola para o passarinho na esperança dele voltar.

Abraço de quem chega depois de anos fora. Uma coisa maluca, como se a pele reconhecesse o que mudou e o que ainda está ali naquela pessoa transformada.

Abraço de desconhecidos. Daqueles que se agarram na arquibancada do estádio quando seu time faz gol ou da mocinha da loja que foi uma fofa e te achou aquele vestido perfeito.

Abraço da primeira noite. Quando o bofe chega no apartamento, você toda nervosa, e ele te segura com vontade e tranquilidade como se dissesse: calma, nos vamos devagar com isso.

Abraço do amor platônico. Que te arrepia inteira, sem que ele tenha noção da arritmia  que causa no seu coração.

Abraço apaixonado. Te envolve inteira, cintura apertada, dedos dele entrelaçados nos cabelos da sua nuca, daqueles que te deixa frouxa, joelhos bambos, respiração ofegante.

Abraço de fim de relacionamento. Firme e que desperta o medo de ficar solteira daquela abraço.

Abraço de amigo gay. Com direito a aperto na bunda e que te dá vontade de morder o querido ali mesmo no meio da rua.

Abraço de amiga. Quando você passou o dia segurando o choro e tudo que queria era um ombro para encharcar.

Abraço de irmã. Que acabou de saber que está grávida e te segura naquele misto de êxtase e medo, como se dissesse: ainda bem que eu tenho você para dividir essa jornada.

Abraço de irmão.  Calado e reservado que compartilha tantas histórias que só um abraço poderia guardar.

Abraço de pai. Sem palavras para dizer, te segura como se você ainda tivesse dez aninhos e não se importasse de ser toda amassagada em público.

Abraço de mãe.  Como uma fortaleza, te firma em pé e garante que existem outros caminhos.

Abraço de criança. Quando você chega atrasada para buscá-la na escola, mas chega.

Abraço de filho. Quando procura o seu peito para mamar.

Abraço de amor. Inteiro, encaixado, como se nada mais importasse no mundo.

Um abraço,

Anúncios

»

  1. Que vontade de abraçar alguém agora… que delícia esse texto!!!!

    Responder
  2. lembro de alguns eventos – que não sei precisar – em que o alguém falava a todos, “abrace o fulano ao seu lado”. todos titubeavam um instante, mas o clima mudava; o abraço faz sorrir.

    Responder
  3. Tem razão chief. Abraços fazem a gente sorrir. Boca e alma! Lindo texto, lindo blog! Tô amando!
    Bjins

    Responder
  4. Lendo o texto e vendo esta imagem me deu uma imensa vontade de abraçar de sair por aí abrançando todo mundo.
    Acredito que todas as pessoas seriam mais felizes se começacem o seu dia com um abraço apertado de quem amamos e daqueles que não conhecemos.
    É uma troca de energia de coração para coração.

    Abraçosssssssssssssssss.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: