RSS

A condenação das vítimas

Publicado em

Esse é o título da ótima matéria da jornalista Andrea Dip, publicada na revista Retrato do Brasil. A repórter traz depoimentos tristes e, infelizmente, não raros, de mulheres que foram vítimas de violência doméstica e ainda foram consideradas por muitxs culpadas pela violência sofrida.

Leia alguns trechos:

Segundo o bispo de Guarulhos, “às vezes a mulher não quer, mas acaba
deixando” que ocorra o estupro.

Eu tinha 12 anos quando aconteceu. Era uma noite fria e me lembro até hoje da roupa que eu estava usando: calça jeans e uma blusa de moletom. (…) Estávamos em um grupo de amigos e um deles, que devia ter 17 ou 18 anos, me chamou para ver alguma coisa que estava acontecendo do outro lado da rua. Quando chegamos lá, ele me levou para um canto escuro de um posto de gasolina que já estava fechado e me agarrou. Enfiou as minhas mãos dentro de sua calça, me mordeu, me machucou, pegou em mim tentando arrancar a minha roupa. (…) Elas não acreditaram em mim e ainda disseram que, se eu não queria isso, não deveria ter ido com ele.

“Para romper esta cadeia de violência e culpabilização, é preciso que as mulheres se posicionem, denunciem, mantenham a queixa, sigam com os processos. É preciso mudar do micro para o macro, de dentro de casa para fora, de dentro da mulher para o resto da sociedade”. É preciso, enfim, lembrar a frase da escritora e jornalista francesa Benoîte Groult “O feminismo nunca matou ninguém. O machismo mata todos os dias”.

Leia aqui a matéria na íntegra.

Gostou? Compartilhe, divulgue, mas não esqueça de dar os créditos :)

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: